21/01/2016 Ivete Costa 0Comment

Aquele momento de insatisfação, quando a vida fica cinza e percebemos que já não somos mais os mesmos…

on_my_way_wallpaper_fa2bb-cc3b3pia2

Sabemos, por experiência própria e após anos atuando como Terapeuta e Coaching, o quão é complexo o processo de mudança. Resistimos, negamos, queremos fugir, vem a revolta, a fase da busca de um milagre, até que, aos poucos, vai surgindo a calma necessária para a aceitação (parar de brigar com a vida e as circunstâncias) e a mente começa a focar na solução e superação.

Quanto desgaste, perda de energia, confusão de pensamentos e sentimentos, enxaqueca, má digestão e por aí vai.

Sim, todos nós passamos por momentos sombrios, “a noite escura da alma”, que torna tudo o mais à nossa volta, também cinza.

Nessas fases, quanto mais alimentarmos a negatividade, maior será o sofrimento, a tensão, e menor será a possibilidade de encontrar saídas e soluções.

Qual a solução? Primeiro a calma, a paz na alma. Um mínimo que seja. Um espaço sagrado de paz na mente, relaxamento no corpo, tranquilidade no coração. O mínimo para que a alma possa nos ajudar, as intuições possam acontecer e a Vida nos favoreça com os insights.

Como conseguir essa paz? Meditação, técnicas de respiração e relaxamento, oração, terapias, caminhada, e outras técnicas que possam levá-lo a um instante de paz.

Em especial, o desabafo.desabafar_e_bom_1__2013-02-05101748

Dentre as definições de desabafar, encontrei as seguintes:

“Desimpedir.  Exalar-se.  Dizer com franqueza, expandir, abrir-se com alguém para aliviar. Descobrir(-se).”  Dicionário Michaelis

Respirar livremente, expandir-se.” Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Essas duas definições demonstram a importância e os benefícios em desabafar.

Crise interior

A chamada crise interior é um momento de descoberta interior. É quando tudo fica cinza que somos chamados a ver o mundo de outra forma. Isso pode ser um sinal de que sua vida precisa de reforma, seus hábitos e atitudes precisam passar por reciclagem, uma revisão.rp_autoconhecimento-279x300.jpg

Esse chamado acontece para todos nós, independente da nossa vontade consciente, tem a ver com o desenvolvimento psicológico e espiritual de cada um. Idade? Não há uma idade específica para que esse chamado aconteça. Para alguns, aos 26/28 anos, outros, na crise dos 40, 50 e assim por diante.

É a busca por uma vida mais genuína, mais próxima aos próprios valores, mais íntegra. É quando vamos dissolvendo hábitos e crenças que “herdamos” da família, da mídia e outros. E vamos dando mais ouvidos aos nossos sentidos e percepções. Interessante observar que voltamos à fase da infância dos “por quês”. E as respostas precisam vir de dentro de nós.

O que vem de fora nos afeta menos ou, pelo menos, avaliamos e reconsideramos antes de aceitar como verdades absolutas e ingerir sem digerir.

Começa uma fase de maior liberdade interior.

Mas, até chegar a esse ponto, muita angústia vai passar por nossas águas turvas pelas dúvidas, indecisões, culpas, arrependimentos e outros.

Precisa passar pela faxina para que as águas das emoções voltem a ser claras e possam fluir. Pode não querer passar por isso? Sim! Você pode fugir, “disfarçar”, etc. Mas, não pode conter esse movimento. Vai adiar até o momento em que a insatisfação ficar insuportável. É uma escolha esperar esse momento amargo ou aceitar e buscar ajuda, se preciso for.

aababaabrain-synapsesO desabafo pode ser o primeiro momento. Desabafar ajuda a organizar as ideias, os sentimentos, aliviar as tensões internas, clarear as dúvidas, relaxa o corpo e libera a criatividade, intuição e insights.

Atenda ao chamado interior. Tudo isso está acontecendo para você subir um degrau, expandir as possibilidades, Ser mais você mesmo, conhecer e utilizar melhor seus potenciais e conquistar uma vida mais plena e em paz consigo.

 

Abraço fraterno.

Life Coaching Sistema ISOR
Terapia Cognitivo-Comportamental
Psicossíntese e Constelação Familiar
Terapias Complementares
+55 11 2046-7227 ou +55 11 98803-4140 (WhatsApp)

Deixe seus comentários:

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *