COMPRA COMPULSIVA

Muitos de nós sentimos o desejo de apenas fazer compras e nos presentear com as coisas boas da vida. Aqueles sapatos de salto que combinam com seu estilo e com o desconto “daquela” loja, ou aquele tênis incrível que você comprou na esperança de motivá-lo a praticar esporte, são apenas alguns exemplos do nosso prazer comprando.

E quando essa fonte de prazer se torna um vício e causa angústia, arrependimento e desconforto para nós e para as pessoas ao nosso redor? Nesse caso, é preciso ficar alerta ao comportamento de compra.

Comprar pode se tornar um pouco mais problemático quando há compras contínuas, excessivas e repetitivas, o que muitas vezes pode resultar em problemas financeiros, se transformando em uma bola de neve, discórdia no relacionamento e problemas jurídicos de endividamento.

Destacamos algumas características, como sinal de alerta:

  • Dificuldade em resistir à compra de itens desnecessários para o momento.
  • Dificuldades financeiras por causa de compras descontroladas. 
  • Necessidade em comprar itens, sem critério, para aliviar/compensar as dores emocionais.
  • Gastar muito, muito tempo pesquisando itens cobiçados.
    • As pesquisas mostram que o comportamento de compra compulsiva costuma ser acompanhado de depressão, ansiedade e outras emoções desgastantes. Pessoas afetadas pelo transtorno de compra compulsiva frequentemente relatam uma tensão desconfortável que é aliviada, pelo menos temporariamente, com as compras.
    • Apesar desse alívio temporário, muitas pessoas com transtorno de compra compulsiva ficam desapontadas consigo mesmas e deprimidas com sua aparente falta de controle sobre seu comportamento e as consequências que terá que enfrentar.
  •  Algumas sugestões:
    * Reduza as tentações
    * Faça listas antes de ir à loja e compre apenas o que você precisa. Evite ir sozinho ou com muitos cartões.
    * Leve um amigo de confiança que possa te ajudar a manter o foco.
    * Você precisa disso que quer comprar ou só quer?
    * Desenvolva outras maneiras de lidar com as emoções, frustrações, traumas e dores emocionais.
    * Desenvolva coisas divertidas para fazer, encontre prazer em outras atividades que não estejam ligadas, diretamente, a comprar.
    * Desenvolva hábitos nas lojas, como por exemplo: dar uma volta e tomar água antes de comprar, para pensar com mais clareza.
    * Em casa, no celular ou computador, antes de fechar a compra, respira contando até dez, toma água, ouça sua música favorita.
     
  • Tratamento
    Depois de aceitar que tem um problema, é possível começar a criar estratégias para lidar com a compra compulsiva. 
    Muitas vezes, há necessidade de tratamento psiquiátrico para lidar com as causas e  consequências emocionais da compulsão.
    Também há evidências de que a terapia cognitivo-comportamental (TCC) pode ser eficaz na redução dos sintomas em muitos compradores compulsivos, através da psicoeducação e o treinamento de comportamentos funcionais e assertivos.

Precisando de ajuda? Entre em contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.