O que é Inteligência Espiritual?

Durante anos, a espiritualidade e a descoberta do sentido da vida têm sido consideradas fenômenos essenciais no contexto da existência humana. Danah Zohar, filósofa e psicóloga, introduziu o termo inteligência espiritual em 1997.

“[Eu sou um cocriador], um agente ativo neste universo que faz as coisas acontecerem. Se eu quero que o mundo mude, eu tenho que mudar o mesmo em mim.” Danah Zohar

Podemos dizer que a inteligência espiritual é o uso adaptativo das qualidades espirituais – do self – para facilitar a resolução e a realização de metas cotidianas, a busca pelo sagrado, ou seja, tornar as experiências cotidianas significativas em si mesmas, melhorando a qualidade geral da vida e promovendo mais qualidade de vida e maior compreensão sobre os conflitos e tensões internas.

A evidência da inteligência espiritual observa-se por um conjunto de capacidades e habilidades que permitem que as pessoas resolvam problemas e alcancem metas em suas questões com mais consciência. São identificados cinco componentes da inteligência espiritual:

  1.  a capacidade de transcendência;
  2. A capacidade de entrar em estados elevados de consciência;
  3. A capacidade de investir atividades cotidianas, eventos e relacionamentos com um sentido do sagrado;
  4. A capacidade de utilizar recursos espirituais para resolver problemas de vida;
  5.  A capacidade de se envolver em comportamento virtuoso (mostrar perdão, expressar gratidão, ser humilde, mostrar compaixão).

A inteligência espiritual pode ser vivenciada diretamente, como uma capacidade inata, sem recorrer à fé religiosa. A motivação básica para a ação da esfera espiritual é a busca do sentido da vida.

A Inteligência Espiritual é a capacidade de se comportar com sabedoria e compaixão, mantendo algum nível de paz interior e externa, apesar da situação. É composto por 21 habilidades que podem ser mensuradas e desenvolvidas.

Além das dimensões de inteligência cognitiva (QI), inteligência emocional e as múltiplas inteligências, é importante destacar outros quocientes que fazem parte e são essenciais para o nosso desenvolvimento integral, aos quais a inteligência espiritual engloba:

– Quociente Físico

– Quociente Social

– Quociente de Adversidade

– Quociente de Autoconhecimento

– Quociente de Propósito de Vida

Uma introdução profunda à Inteligência Espiritual, incluindo sua relação com os outros quocientes que nos ajudarão a lidar melhor com a vida, com os relacionamentos, com as questões internas e ampliar as possibilidades de realização dos planos e sonhos.

Buda e Jesus se referiam a nós como “luzes no mundo”. A busca pela inteligência espiritual avança nessa noção e fornece passos para recuperar nosso brilho original, manter as nossas luzes acesas e discernir qual maneira nos mover com a luz interior.

Para recuperar o brilho requer um aumento da inteligência espiritual, limpeza de conteúdos mentais (crenças distorcidas), culpas, medos, resgatando a confiança e a segurança.

Essa mudança acontece organicamente quando estabelecemos uma visão espiritual e começamos a prestar atenção aos nossos padrões de pensamento. A partir desse lugar de conscientização, com gentileza, gradualmente desenvolvemos habilidades em pensamentos mais funcionais e criamos redes neurais que apoiam nosso progresso. O resultado é duplo: desenvolvemos uma visão espiritual mais profunda e autêntica que leva a uma visão esclarecida sobre o que estamos sendo chamados a fazer.

Convidamos você a obter uma visão profunda sobre esse processo e desenvolvimento nos nossos próximos artigos e nas nossas redes sociais.

Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat
Dúvidas? Entre em contato!