18/05/2015 Ivete Costa 0Comment

transformações na menopausaÉ, amiga! Essa fase da vida, chamada de menopausa ou climatério, é mesmo delicada… Fogachos, irritação, cólicas, suores noturnos, calafrios, tristeza repentina, impaciência, instabilidade do humor, e a autoestima que vai lá embaixo.

É uma fase e todas iremos passar por isso. Umas com menos transtornos, outras com tudo que tem direito e algo mais.

Podemos falar muito sobre isso: a relação do casal, a relação com os filhos, o ninho vazio, as questões de saúde, as emoções, etc.

Hoje, quero falar um pouco sobre a questão da libido, que sofre muitas alterações nessa fase.

Por que isso acontece? O que fazer?

Vamos aos fatos: a vagina fica mais seca com a menopausa, seu revestimento interior perde espessura e a penetração pode ser dolorosa e desconfortante.

Mas, nós, mulheres, sabemos que metade do caminho para o prazer no ato sexual é resultado do “clima” de entendimento existente entre o casal e do carinho mútuo, do toque, da preparação, da “dança” que antecede o ato.

Ao conversar com as clientes no consultório, observo que as questões físicas não são a única causa da falta de libido. A soma de vários fatores é que fazem a libido cair em queda livre:

– A relação mal resolvida com o companheiro;

– O estresse emocional diante das mudanças que começam a acontecer no corpo;

– A Síndrome do Ninho Vazio;

– Tristezas e decepções acumuladas;

– Solidão à dois (falta de intimidade do casal para falar sobre questões mais íntimas e emocionais);

– Vergonha e/ou preconceito da mulher em falar/desabafar sobre este assunto com outras mulheres e mesmo com o companheiro;

– Preconceito em relação à idade, beleza e sexualidade na fase madura;

– Entre outros fatores que podemos descobrir juntas…

O fato é que, na menopausa, ficamos mesmo mais sensíveis. Essa sensibilidade, associada aos demais fatores, pode levar aos estados depressivos de angústia, insegurança, tristeza e medos. E realmente fica mais difícil manter o desejo sexual.

CEREJAE agora, Menopausa?

Não existe uma receita. Cada caso é único e merece ser tratado de forma personalizada.

Os cuidados com o corpo, por meio de dietas saudáveis e da prática regular de exercícios e o reconhecimento da própria sensualidade, podem melhorar muito a autoestima da mulher na menopausa e, consequentemente, aumentar o seu interesse sexual. Ter esse cuidado com o corpo e o bem estar é fundamental.

Quando há problemas no relacionamento do casal, questões mais sérias de autoestima e insatisfação pessoal, o ideal é associar à terapia.

Como posso te ajudar?

Os fitoflorais e os florais, associados à terapia, tem conseguido alcançar resultados maravilhosos tanto nas questões emocionais, como no resgate da libido durante a menopausa.

Então, não perca mais tempo!

Entre em contato, vamos conversar! Você não precisa passar por tudo isso sozinha!

Abraço fraterno!

Ivete Costa

Caso tenha gostado do Artigo/Evento, compartilhe-o nas Redes Sociais.

Receba nossos artigos, novidades e eventos na sua caixa postal. Caso ainda não esteja em nossa lista, inscreva-se logo abaixo.

Escreva nos comentários. Vamos adorar saber!

Deixe seus comentários:

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *